Rio de Janeiro

Prefeitura inicia nesta semana as obras de drenagem do entorno do Engenhão


Com investimentos de R$ 18,1 milhões, as obras eliminarão os alagamento em um dos palcos das Olimpíadas de 2016


   » Autor: Texto: Anna Beatriz Cunha / Fotos: J.P. Engelbrecht

Foto: J.P. EngelbechtA Prefeitura do Rio anunciou na manhã desta terça-feira, dia 6, o início das obras de drenagem no Engenho de Dentro, na Zona Norte. Com investimentos de R$ 18,1 milhões, as intervenções começam nesta semana e são para eliminar pontos críticos de alagamento no entorno do Estádio Municipal João Havelange (Engenhão), um dos principais palcos das Olimpíadas de 2016. O local receberá uma nova rede de drenagem em seu entorno, com extensão de 3,7 quilômetros.

O anúncio foi feito pelo prefeito Eduardo Paes, em cerimônia de apresentação do projeto, no Engenhão. Na ocasião, Paes falou da importância desta obra para os moradores da região e para as Olimpíadas:

- É uma obra que mostra um pouco como as Olimpíadas impactam na vida das pessoas. É uma obra para os moradores da região, para esse entorno, para quem passa por aqui, em vias super importantes como as ruas Goiás e Amaro Cavalcanti, que com qualquer chuva mais pesada alagam completamente, engarrafam o trânsito todo da Zona Norte, fora o transtorno permanente para a população daqui. Então, acho que é uma super vitória para todos dessa região – disse o prefeito, acrescentando que essas obras impactarão na região devido ao fechamento de vias.

- Temos um período de um ano e meio para essas obras serem realizadas e as pessoas têm que ter compreensão. Ela será parcelada para não fechar todas as ruas de uma só vez no entorno do Engenhão.

A obra, que tem prazo de execução de 18 meses, será realizada pela Fundação Instituto das Águas do Município do Rio de Janeiro (Rio-Águas) em ruas fundamentais ao acesso para o Engenhão, que é hoje o principal estádio da cidade. A intervenção também trará benefícios aos usuários da estação de trem de Engenho de Dentro, já que a eliminação de um ponto de alagamento próximo à estação está incluída na obra.

De acordo com o projeto, as águas coletadas pelas galerias irão desaguar no Rio Faria, para que o Rio dos Frangos, corpo d’água mais próximo do estádio, não seja sobrecarregado.

Serão beneficiadas as seguintes ruas: Arquias Cordeiro, Rua das Oficinas, Dr. Padilha, José dos Reis, Rua da Abolição, Benício de Abreu, General Clarindo, Bento Gonçalves e Dona Eugênia.
O presidente da Rio-Águas, Mauro Duarte, apresentou o projeto aos moradores e falou de sua importância e das intervenções viárias que serão feitas:


- O entorno do Engenhão é um ponto crítico de alagamento da cidade. Essa obra é um ganho de 100% para a comunidade e para os comerciantes. O Centro de Operações estará dentro desse processo, com todo o sistema de informação on line e todo o processo de interdição. A obra é um legado das Olimpíadas para a população.

As interdições na região


A intervenção exigirá esquema especial de trânsito, que será dividido em três etapas, durante o prazo previsto de execução de 18 meses. Na primeira etapa, terão interdição de tráfego, permitindo apenas a circulação de moradores, as ruas da Abolição e José dos Reis, no trecho entre a Abolição e o desague no Rio Farias. As ruas das Oficinas e Arquias Cordeiro terão interdição parcial. Para esta fase, a previsão de conclusão é de seis meses.

Em seguida, serão interditadas a Rua José dos Reis, entre as ruas das Oficinas e Bento Gonçalves; a Benício de Abreu; a General Clarindo; e a Bento Gonçalves. A Rua Dr. Padilha, entre a Rua das Oficinas e o Rio Méier, terá interdição em meia pista. Este esquema deve durar oito meses.

Na última fase, com duração de quatro meses, a Rua José dos Reis terá interdição de tráfego entre as vias Arquias Cordeiro e Bento Gonçalves; assim como a Dr. Padilha, entre a Arquias Cordeiro e a Rua das Oficinas; e a Rua Dona Eugênia, entre a Bento Gonçalves e a General Clarindo. fonte prefeitura

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Advertisement

0 comentários:

ESPORTES

Top