Noticias

18 de jan de 2012

Estado muda regras de promoções de policiais civis


O Governo do Estado muda as regras para acelerar promoções de policiais civis Decreto está no Diário Oficial desta quarta-feira O governador Sérgio Cabral assinou decreto que vai tornar mais rápida as promoções na Polícia Civil. A medida vai beneficiar 9 mil policiais de todas as carreiras que enfrentarão menos entraves administrativos para ganhar as promoções. O decreto será publicado na edição do Diário Oficial desta quarta-feira (18/1). Segundo o secretário de Planejamento e Gestão, Sérgio Ruy Barbosa, “o decreto melhora as perspectivas de crescimento dos policiais através do Plano de Cargos atual e a medida vai aumentar o efeito positivo que os reajustes mensais produzem na remuneração desses servidores”. Além do decreto, o secretário adiantou que o governo enviará à Assembleia Legislativa, em fevereiro, um projeto de lei que aumenta o número de vagas nos escalões superiores da Polícia Civil, de forma a facilitar as promoções que hoje não acontecem por falta de vagas. O objetivo do governo é que as novas regras já estejam valendo no primeiro ciclo de promoções do ano, que acontecerá em março. Sérgio Ruy Barbosa destacou que tanto o decreto quanto o projeto de lei são medidas que visam dar continuidade ao processo de melhoria salarial da área de Segurança, que está em curso desde 2007. Ele explicou que a categoria mais numerosa, que é o inspetor de Polícia, com 5.194 policiais, teve um aumento de 72,29% na remuneração média, de 2007 a 2011.Os investigadores, que atualmente contam com 969 pessoas, foram reajustados em 64,45% no mesmo período, enquanto os 781 oficiais de cartório tiveram aumento de 52,70%, e os 568 comissários, de 64,45%. As demais carreiras que fazem parte da Polícia Civil e que também tiveram reajustes semelhantes e serão beneficiadas pelas novas medidas são as seguintes: perito legista e criminal, papiloscopista, técnico de necropsia e auxiliar de necropsia. O decreto assinado pelo governador e o projeto de lei a ser encaminhado à Assembleia Legislativa têm o mesmo objetivo de valorização das forças de Segurança do estado, como aconteceu com a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros, na semana passada. fonte governo rj

Nenhum comentário:

...

...

...