Noticias

30 de jan de 2013

Seminário para discutir cidadania de travestis e transexuais

 

A Prefeitura do Rio comemorou nesta terça-feira (29/01) o Dia Nacional da Visibilidade Trans com o Primeiro Seminário de Cidadania Trans, que reuniu profissionais de direito, assistência social e saúde em mesas de debate com travestis e transexuais sobre o tema “Dignidade, Inclusão e Respeito”, no Centro do Rio. Entre os participantes estavam a modelo internacional Léa T e o escritor João W. Neri, exemplos de transexuais bem sucedidos em suas carreiras.


O evento foi organizado pela Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual (Ceds), em parceria com a Secretaria municipal de Saúde e Defesa Civil (SMSDC), e contou com as presenças do coordenador da Ceds, Carlos Tufvesson, do subsecretário de Atenção Primária, Vigilância e Promoção de Saúde da SMSDC, Daniel Soranz, e do presidente do grupo Transrevolução, Giselle Kuzattis.

Para Tufvesson, o seminário foi uma oportunidade de discutir direitos específicos dos cidadãos transexuais:

- A maior reivindicação é a capacitação para o mercado de trabalho, que defendemos na Ceds através do projeto Damas, de capacitação e inserção desses profissionais. Como gestores, temos de garantir o direito à cidadania a todos os cidadãos. Levantamos a bandeira de um Rio sem Preconceito, não precisa entender, mas temos de respeitar a diversidade, porque é lei.

Léa T, que recentemente passou por uma cirurgia de mudança de sexo, falou sobre a experiência:

- Nós crescemos em uma sociedade onde as pessoas não aceitam que você seja você. Mas não precisa agradar a sociedade, tem que agradar a si mesmo. É muito importante conviver bem com o nosso corpo.

Fonte prefeitura -rj  » Autor: Elisa Motta/Fotos: Raphael Lima

Nenhum comentário:

...

...

...