Noticias

14 de fev de 2013

Estado cria monitoramento pesqueiro em Araruama


 
A Secretaria de Desenvolvimento Regional, através da Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro (Fiperj), e o Consórcio Intermunicipal Lagos São João serão parceiros em um trabalho inédito de estatística pesqueira
nas lagoas de Araruama e Saquarema, na Região dos Lagos.




O programa de monitoramento pesqueiro das lagoas de Araruama e Saquarema vai abranger 33 pontos de desembarque de pescado: 26 nos cinco municípios no entorno da Lagoa de Araruama (Arraial do Cabo, Cabo Frio,
São Pedro da Aldeia, Iguaba Grande e Araruama) e sete na Lagoa de Saquarema. Os dados serão coletados por 15 jovens selecionados nas colônias de pescadores da região. O investimento do programa é de R$ 337 mil, sendo R$ 266 mil recursos do Consórcio Intermunicipal Lagos São João e R$ 55 mil contrapartida da Fiperj.


– Este trabalho será fundamental para entender as espécies que vivem nesta região e o seu desenvolvimento. Poderemos, por exemplo, definir melhor o período de defeso, indicar o melhor local para a instalação das empresas ligadas ao setor pesqueiro. São ações como esta que levarão o Estado do Rio ao primeiro lugar na produção de pescado do Brasil – disse o secretário de Desenvolvimento Regional, Felipe Peixoto.

A estatística oficial pretende auxiliar a elaboração de medidas para reverter o quadro de diminuição do pescado nestes ambientes. Entre 17 e 31 de janeiro, quando o projeto foi iniciado, foram desembarcados 27.151 kg de pescado. O monitoramento parcial revelou que São Pedro da Aldeia é o principal ponto de desembarque das duas lagoas com 12.611 kg.

Segundo o presidente da Fiperj, José Bonifácio Novellino, esta parceria favorece o meio ambiente.

– O monitoramento pesqueiro vai oferecer ferramenta para a revisão das portarias do Ibama, ampliando a preservação ambiental das lagoas – afirmou José Bonifácio.

Fonte governo -rj

Nenhum comentário:

...

...

...