Noticias

22 de mar de 2013

Maracanã obras com concluidas

                                                             


Ele é um gigante de 63 anos que, todo revigorado, será reapresentado novíssimo, moderno e bonito. Algumas décadas de história chegam agora a outro momento, quando a paixão do torcedor vai conviver com segurança, conforto e tecnologia.



– Assim que o Brasil foi escolhido sede da Copa de 2014, o Governo do Estado constatou que o Maracanã de 1950 não cumpria mais os requisitos atuais para a Copa do Mundo. Tínhamos então duas opções: ou o reconstruíamos internamente, mantendo a sua fachada, ou ele ficava fora da Copa. A opção foi a de remodelá-lo. Nenhum brasileiro cogita ter uma Copa do Mundo no Brasil sem o Maracanã – disse o secretário da Casa Civil, Regis Fichtner.

Neste sábado (27/4), um evento-teste vai experimentar as novas instalações que serão entregues à torcida brasileira no próximo dia 2 de junho, quando a Seleção Brasileira jogará contra a Inglaterra. O projeto de reforma foi adequado às exigências da Fifa, entre acessibilidade, segurança, conforto e visibilidade.



No lugar das cinzentas arquibancadas em concreto, cadeiras distribuídas com as cores da bandeira do Brasil vão receber o público durante os jogos e os espetáculos, que a partir de agora tomarão o novo Maracanã, junto com o   padrão tecnológico e de funcionalidade.

– Com o novo Maracanã, o Rio de Janeiro tem hoje o melhor estádio de futebol do mundo. Ele conta um sistema de catracas eletrônicas de última geração, mais de 300 câmeras de segurança, quatro grandes telões de alta resolução, sistema de som impecável, um moderno sistema de irrigação, lounges climatizados com mais de cem televisores, vestiários amplos e confortáveis, iluminação perfeita, acessos amplos, entre outras facilidades. O público assistirá ao jogo mais perto do campo. Tudo isso sem que ele perca a sua personalidade e o seu charme – afirmou Fichtner.

Gestão do espaço

O Governo está realizando uma licitação pública para definir um parceiro privado que, fiscalizado pelo Estado, fará a gestão do Maracanã com padrões internacionais de qualidade.

– A missão principal do Estado é prover serviços públicos essenciais, como educação, saúde e segurança. Não lhe cabe administrar um complexo esportivo do nível do Maracanã – explicou o secretário.

O governo estadual aproveita a concessão para transformar também o entorno do estádio, prevendo a abertura de espaços para o escoamento do público, a montagem das estruturas temporárias da Copa e das Olimpíadas, e a  construção de museus, restaurantes, bares, lojas e estacionamento.

O Estado construirá um novo estádio de atletismo de padrão internacional em terreno próximo, em substituição ao Célio de Barros – que não preenche mais as condições para sediar eventos –, um novo Júlio de Lamare, também de padrões internacionais, além de retirar da Quinta da Boa Vista um presídio degradado.

Confira as novidades

- Catracas eletrônicas de última geração
- Mais de 300 câmeras de segurança
- Quatro grandes telões de alta resolução
- Sistema de som impecável
- Moderno sistema de irrigação
- Lounges climatizados com mais de cem televisores
- Vestiários amplos e confortáveis
- Iluminação perfeita
- Acessos amplos             


Governo-rj
Vicente Magno
Fotos - Érica Ramalho


Começam a colocação das traves e testes de som e iluminação




Foi concluída nesta terça-feira (9/4) a instalação das 120 membranas de teflon e fibra de vidro da nova cobertura do Maracanã. A etapa seguinte é completar o sistema de vedação, feito com a soldagem das cintas que unem as membranas. Com as fendas completamente fechadas, o público ficará totalmente protegido do sol e da chuva.

Projetada por uma empresa alemã, a cobertura é uma experiência inédita em estádios brasileiros por sua grandiosidade e complexidade, transferindo uma nova tecnologia para o país. A cobertura possui 68,4 metros de comprimento e um total de 47 mil metros quadrados de extensão e foi esticada sobre uma estrutura metálica, cobrindo mais de 95% dos lugares do novo estádio. A antiga, de concreto e com 30 metros de comprimento, cobria apenas 40% do público.

A estrutura metálica, feita de cabos de aço tensionados e anéis de compressão e tração, além de um catwalk, pesa mais de quatro mil toneladas, com o acréscimo de equipamentos anexados à passarela, como 396 refletores e 78 alto-falantes.

 Erica Ramalho


Refletores e alto-falantes continuam em teste e traves começam a ser colocadas no gramado


Ontem à noite, começou a colocação das duas traves, que medem 2,40 metros de largura por 7 metros de comprimento. Além disso, os quatro supertelões continuam a receber as placas de imagem de alta definição, e os sistemas de iluminação, composto por 396 refletores, cada um com dois mil watts de potência, e de som, com 78 alto-falantes, iniciaram o período de testes. 

Torcedores terão mais conforto e agilidade no acesso ao Maracanã



                                   Erica Ramalho




O público terá muitas alternativas para entrar e sair do Maracanã, graças aos novos conceitos de acessibilidade implementadas nas obras de adequação do estádio, empreendidas pelo governo do estado, para a Copa do Mundo e as Olimpíadas. Não contará apenas com a reativação das amplas rampas monumentais, Bellini e Uerj, totalmente recuperadas, mas ganhou ainda quatro novas rampas, construídas em caracol nos quatro lados do estádio, além de 15 novos elevadores e seis escadas rolantes. Com capacidade para quase 79 mil pessoas sentadas, o estádio poderá ser evacuado em caso de emergência em até oito minutos.

Quem frequentava o antigo Maracanã se surpreenderá com a facilidade e conforto das novas entradas e saídas do estádio. As rampas são amplas e com piso antiderrapante, o que permite segurança aos torcedores, inclusive a portadores de necessidades especiais. E as áreas vips, compreendidas pelas 10 mil cadeiras premium, localizadas no primeiro pavimento,os 110 camarotes, que ficam no segundo e terceiro pavimentos, além de tribunas de honra e de imprensa, serão servidas por modernas escadas rolantes e elevadores panorâmicos.


                                     Erica Ramalho

As entradas serão feitas pelas rampas dos setores leste e oeste (perto da estátua do Bellini e da Uerj), através de catracas exclusivas. Pela primeira vez, o Maracanã terá escadas rolantes disponíveis para os torcedores na parte interna do estádio, exceto o equipamento que já existia para acesso à Torre de Vidro. Após passar pelas catracas, os torcedores vips terão o conforto em uma grande área de convivência com telões e serviços de bares e banheiros exclusivos.


A nova arena, construída pela Secretaria de Obras, terá cinco pavimentos, divididos em quatro setores: norte, sul, leste e oeste. Cada ingresso vendido terá a indicação de qual rota de acesso deverá ser usada pelo torcedor. O primeiro evento-teste no Maracanã, com apenas 30% da capacidade de público, está marcado para o próximo dia 27, com a presença apenas de operários e familiares e convidados nas arquibancadas para ver o jogo entre amigos dos ex-jogadores Ronaldo e Bebeto. Depois, o estádio carioca terá mais dois testes antes da Copa das Confederações: 15 de maio, com jogo a ser ainda definido, mas com 50% da capacidade do estádio, e no dia 2 de junho, com plena carga de ingressos, para o amistoso entre Brasil e Inglaterra.

fonte governo-rj
Guedes de Freitas




  Cobertura, com 80% das lonas esticadas, está prevista para ficar pronta até dia 8 de abril


Com 95% de obras concluídas, o Maracanã já mostra a forma de uma arena de futebol. O campo, recentemente plantado, recebe os últimos retoques antes de ganhar marcações e traves com as redes; a fixação de mais de 40 mil cadeiras da arquibancada está pronta; e a cobertura, com 80% das lonas esticadas, está prevista para ficar pronta até segunda-feira (8/3). Placares, sistema de altofalantes e refletores já estão fixados no alto da cobertura.


Dois dos quatro supertelões, cada um com 98 metros quadrados, estão com todas as placas de imagens de alta definição instaladas, e os outros dois devem ficar prontos na semana que vem. Os vestiários de jogadores e juízes estão prontos, com todos os equipamentos e acessórios instalados. Os lounges das áreas nobres e as quatro novas rampas ganham retoques finais. As duas rampas monumentais já foram recuperadas e reativadas.

Ascom da Secretaria de Obras
Foto :Marcelo Santos





As obras da reforma do Maracanã chegaram a 92% de conclusão. O estádio já recebeu cerca 35 mil cadeiras e 70% da nova cobertura.


Em obras de reforma e adequação às exigências da Fifa para sediar jogos da Copa do Mundo de 2014, inclusive a final, o Maracanã vive um acelerado ritmo de trabalho, com 6,5 mil operários e técnicos atuando em mais de mil frentes de serviços, da cobertura aos acabamentos em bares, camarotes e vestiários, passando pelo gramado e pela colocação de cadeiras, para ser entregue à Fifa no dia 24 de maio.

-  Ao projetar a reforma, procuramos preservar a alma e a identidade do estádio. Quem vê o Maracanã do lado de fora enxerga o mesmo estádio de sessenta e tantos anos, mas quando entra vê o Maracanã supermoderno, uma arena multiuso que certamente dará muito orgulho a todos os brasileiros - disse o secretário de Obras, Hudson Braga.

O estádio do Maracanã está sendo equipado com o que há de mais moderno no mundo. Depois de passar por dois eventos-teste em 27 de abril e na primeira quinzena de maio, o novo estádio vai operar com 100% de capacidade de público no amistoso Brasil x Inglaterra, no dia 2 de junho, já sob a gestão da Fifa.

Entre tantas novidades que o novo estádio apresentará aos torcedores, o destaque é a cobertura de lona tensionada que protegerá o público muito mais que a antiga, praticamente a totalidade dos 79 mil lugares. É um modelo até então inédito em estádios brasileiros, o que está permitindo a transferência de tecnologia, no caso alemã, para o país.

Ao lado de 20 técnicos e alpinistas profissionais europeus, 122 brasileiros trabalham na montagem de 120 membranas de 7,5 metros de largura por 68 metros de comprimento, tensionadas uma ao lado da outra. Até o dia 20 de abril, toda a estrutura metálica sobre a qual a lona é tensionada estará coberta e todos os equipamentos a acoplados à cobertura instalados e testados.







A passarela (catwalk) que circunda a cobertura, necessária para serviços de manutenção, serve também para a fixação de equipamentos de som, vídeo e iluminação. Estão sendo instalados ali os quatro placares eletrônicos, cada um com 98 metros quadrados e composto por 77 placas de imagem de alta definição. Os supertelões permitirão ao público acompanhar lances de jogos e receber as mais variadas informações e dados. Segundo Ícaro Moreno Júnior, presidente da Emop, a definição dos locais de instalação dos quatro telões na passarela central da cobertura obedeceu a critérios visuais estabelecidos pela Fifa.

- Os placares eletrônicos foram colocados estrategicamente para que todos os torcedores possam ver as imagens e ler as mensagens transmitidas. E o tamanho das letras das informações também obedece a critérios de distância focal que permitam a leitura por todos os espectadores - afirmou Ícaro Moreno.



Sistema de som de alto nível O estádio ainda ganhou um sistema de som de alto nível, com 78 alto-falantes. Serão 26 conjuntos de três caixas que também já estão fixados na passarela da cobertura. Oito desses conjuntos serão voltados para o campo e os demais direcionados para toda a arquibancada.

Também já foram fixados 396 refletores de dois mil watts, cada um, capaz de garantir a claridade necessária à prática do futebol e para a transmissão de imagens pela televisão, com o mesmo padrão utilizado nos mais avançados centros esportivos do mundo.



Estádio sustentável A nova cobertura vai captar água da chuva para reutilização em uso não potável nos banheiros. Isso faz parte da certificação Leed (Leardership in Energy and Environmental Design), concedido a empreendimentos que apresentam alto desempenho ambiental e energético, em atendimento aos padrões internacionais.

Cerca de 50% da água da chuva que cair sobre o estádio serão captados pela cobertura e drenados por meio de 60 calhas de concreto, que fazem parte da estrutura do Maracanã, por um sistema de sucção a vácuo. A água será, então, levada até dois reservatórios subterrâneos, onde serão instalados filtros para tratamento da água, que posteriormente será direcionada aos banheiros.

Na semana passada, foi finalizado o novo gramado, depois de preparado durante cinco meses e meio numa fazenda no interior do estado, dentro das mais modernas técnicas de cultivo. Recortada em rolos, a grama, do tipo bermuda celebration, a mais adequada para o clima e condições do estádio, foi replantada no campo do estádio durante quatro dias e atualmente está na fase de enraizamento. Antes, o local recebera um novo sistema de drenagem que duplicou sua capacidade de vazão.



Cobertura já está com mais de 70% de membranas esticadas; mais de 35 mil cadeiras foram fixadas e os vestiários estão quase prontos


As obras em todos os setores da reforma do Maracanã estão em ritmo acelerado e avançam para a conclusão em abril e entrega à Fifa no dia 24 de maio. Entre as principais frentes de trabalho, a cobertura já está com mais de 70% de membranas esticadas; mais de 35 mil cadeiras já foram fixadas nas arquibancadas; três dos quatro supertelões já estão presos à passarela da cobertura e começam a receber as placas de LED; e os vestiários de jogadores e arbitragem ficam prontos nos próximos dias.

Dentro do processo de modernidade e conforto que orienta as obras de reforma do estádio, os vestiários são espaços amplos e confortáveis, com 1,8 mil metros quadrados de área construída, e dotados de mobiliário e equipamentos de qualidade. Antes localizados abaixo do nível do campo no setor oeste, agora estão no térreo e agregam instalações para a arbitragem, que anteriormente ficava do outro lado do campo, no setor leste.


Separados pela zona mista, há dois conjuntos de dois vestiários, cada um: o A e o B de um lado, e o C e o D, do outro. Cada vestiário é equipado com duas banheiras de hidromassagem de oito lugares, 12 boxes individuais com chuveiro, 26 armários feitos com madeira sustentável, um telão de LED com 46 polegadas e cinco lavatórios com espelho, entre outros acessórios.


Os pisos tanto de cerâmica como de borracha já foram colocados, assim como as pastilhas de azulejos, portas, armários, pias, espelhos, luminárias, boxes com chuveiros, banheiras de hidromassagem, vasos sanitários e mictórios.


A zona mista, que pela primeira vez existe no Maracanã e é uma extensão do hall da entrada principal do estádio, também será concluída ate o fim desta semana, com piso, revestimentos e aparelhagem colocados. No amplo espaço, há seis telões de LED, sete câmeras de segurança e um relógio digital.


Paralelamente à colocação das membranas de fibra de vidro e teflon na estrutura metálica da nova cobertura, também esta sendo feita a soldagem das cintas de vedação que unem esses gomos. Com as fendas completamente fechadas, o público ficará totalmente protegido do sol e da chuva. É um trabalho quase artesanal que emprega 20 técnicos e equivale a 18 quilômetros de soldagem a 380 graus.


Placares já estão no alto e começam a receber placas de LED




Dois supertelões fixados na cobertura na semana passada já está com todas as suas placas de imagem de alta definição colocadas. O trabalho prossegue agora no terceiro placar já fixado na cobertura. Falta subir o último dos quatro telões.


Os placares, cada um com quase 100 metros quadrados, integram um inédito e moderno sistema de painéis informativos que inclui a colocação de mais de 400 aparelhos de televisão de 46 polegadas espalhados por todas as áreas de convivência dos cinco pavimentos do estádio, todos com imagens de alta definição. O sistema de vídeo tem por objetivo transmitir informações dos jogos, mensagens de multimídia e publicidade.


Dispostos nos quatro cantos da arquibancada, os telões permitem que as imagens e mensagens transmitidas pelo centro de controle possam ser vistas nitidamente pelo público de qualquer setor do estádio. Da mesma forma, os 402 televisores de LED, espalhados por todas as áreas de circulação e convivência, além de camarotes, tribunas e bares, transmitirão as mesmas imagens dos placares eletrônicos, de acordo com o planejamento elaborado pela Empresa de Obras Públicas do Estado do Rio de Janeiro (Emop), órgão vinculado à Secretaria estadual de Obras, responsável pela reforma do estádio.


- Quem for a um jogo ou show estará sendo informado em tempo real em qualquer canto do estádio - afirmou o presidente da Emop, Ícaro Moreno Júnior.


Serão 46 aparelhos de TV no térreo, 66 no primeiro pavimento, 181 no segundo, 69 no terceiro, 10 no quarto e 30 no quinto e último andar. Somente no lounge do primeiro pavimento dos setores leste e oeste serão 44 tevês e nos lounges e áreas comuns dos segundo e terceiro andares, onde estão localizados os 110 camarotes, tanto no setor leste como no oeste, serão colocados 237 aparelhos de televisor.



Fonte governo -rj
Ascom da Secretaria de Obras
Fotos Érica Ramalho

Nenhum comentário:

...

...

...