Noticias

11 de dez de 2013

Inicio da despoluição da Ilha de Paquetá




A Cedae iniciou nesta terça-feira (10/12) a principal obra para a despoluição da Ilha de Paquetá, que é a montagem dos cinco primeiros trechos de tubos de 200 metros, cada, formando um conjunto com 9 mil metros de extensão, que será assentado no fundo da Baía de Guanabara. A melhoria vai levar o esgoto gerado na ilha para a Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) São Gonçalo. O projeto consiste no assentamento de 9.560 metros de linha de recalque (tubos de polietileno de alta densidade), resistente à pressão, com 355 milímetros de diâmetro. As tubulações ficarão ancoradas no fundo do mar com braçadeiras de concreto. A obra faz parte do projeto Sena Limpa 2, desenvolvido em parceria com a Secretaria do Ambiente.


A ampliação e modernização do sistema de tratamento de esgotos de Paquetá, que data do Império, ainda inclui a construção de um cinturão no entorno da ilha, conhecido como “Galeria de Cintura”, para captar o esgoto produzido no local e também todos os lançamentos em águas pluviais. O projeto também prevê a instalação de elevatória com capacidade para bombear 100 litros de esgoto por segundo até a estação de tratamento de São Gonçalo. Com isso, as praias de Paquetá serão liberadas para banho em grande parte do ano, especialmente em tempo seco.

– Com esta obra, vamos garantir que 100 litros de esgoto por segundo deixem de ser lançados, sem tratamento, nas águas da Baía de Guanabara. Este é mais um projeto do Governo do Estado que vai de encontro aos compromissos firmados para realização dos Jogos Olímpicos e também ao programa de despoluição da Baía de Guanabara – explicou o presidente da Cedae, Wagner Victer.

As intervenções na Ilha de Paquetá já estão perto de ser concluídas e as obras de saneamento estão beneficiando outras praias do Rio de Janeiro. Com investimento de R$ 22 milhões, a ampliação do sistema de esgotos de Paquetá atenderá tanto aos 4,5 mil moradores da ilha, incluindo áreas de comunidades, como os visitantes, totalizando cerca de 20 mil pessoas beneficiadas.

– As intervenções de instalação de redes coletoras de esgotos dentro da ilha já estão 90% concluídas – afirmou o secretário do Ambiente, Carlos Minc.

A Cedae ainda fará a substituição e o assentamento de cerca de 5 mil metros de rede coletora dentro da Ilha de Paquetá, além ligações prediais, incluindo redes novas, e melhorias operacionais nas quatro elevatórias existentes, entre outros serviços.


A melhoria faz parte do projeto Sena Limpa 2, desenvolvido pela Cedae em parceria com a Secretaria do Ambiente

Governo - rj
Cedae 

Nenhum comentário:

...

...

...