Noticias

31 de jan de 2014

Centro ganhará 3km de ciclovias



A série e modificações na mobilidade do Centro da cidade, em virtude do fechamento total do Elevado da Perimetral, contará em breve com mais uma alternativa ao transporte público.
 Pensando em uma solução de meio de transporte sustentável e de pequeno percurso para facilitar o deslocamento, a Prefeitura do Rio está implantando 3km de rotas cicloviárias na região.  O objetivo é estimular o uso da bicicleta, opção viária rápida e não poluente. 
 
 
Com as novas rotas cicloviárias, os cariocas poderão seguir do Museu de Arte Moderna (MAM) à Praça Henrique Lage/Buraco do Lume/Largo da Carioca através da ciclovia de 1,3 Km, que passará pelas avenidas Calógeras e Graça Aranha. Do MAM à Cinelândia haverá 0,5 Km de pistas, com passagem pela Avenida Beira-Mar; e do MAM à Praça XV mais 1,2 Km, através da Rua Santa Luzia.
 
 
As vias que receberão as novas rotas serão adequadas, com intervenções como mudança de pisos, rebaixamento de meio fio, e sinalização horizontal e vertical. Serão instalados ainda 80 bicicletários públicos, cada um com capacidade para duas bicicletas. 
 
O programa de aluguel de bicicletas Bike Rio será expandido para o Centro, com 24 estações (12 na Região Portuária). Atualmente, o projeto, uma parceria da prefeitura com o Banco Itaú e a empresa Serttel, conta com 60 estações e 600 bicicletas no Rio. Até dezembro de 2014 serão 260 estações, com 2.600 bicicletas disponíveis. 
 
 


 
 
-  A introdução das rotas cicloviárias no Centro antecipam modelo de mobilidade urbana planejado para os 5 milhões de metros quadrados do Porto Maravilha, que receberá malha de 17 Km em ciclovias. No momento, o que temos é uma medida de redução dos impactos sobre o trânsito, mas o importante é a oportunidade de mudança de hábitos, com a criação de condições que facilitam a integração entre os diversos tipos de transporte disponíveis na Região Portuária e no Centro. Também reflete uma cidade pensada mais para as pessoas que para os carros - explica o presidente da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro (Cdurp), Alberto Gomes Silva. 
 
As novas rotas cicloviárias se incluem na meta da prefeitura em expandir a malha de ciclovias para 450 km até 2016, em todas as regiões da cidade, possibilitando a integração deste meio de transporte com outros modais, como BRT'S, metrô, rodoviárias, trens e barcas, evitando assim o uso do carro. Atualmente, a cidade conta com 346 km de ciclovia, o que a torna a segunda maior malha cicloviária da América Latina, perdendo apenas para a capital colombiana, Bogotá, com 360 km. 


  Prefeitura-rj
  Autor: Juliana Romar/Fotos: Ricardo Cassiano

Nenhum comentário:

...

...

...