Noticias

4 de abr de 2014

Elevado do Joá prefeitura finaliza obras





A Prefeitura do Rio inaugurou nesta sexta-feira (04/04) as obras de recuperação estrutural e transferência de carga dos apoios no Elevado do Joá. Mais de 120 vigas metálicas foram instaladas para garantir a estabilidade da estrutura. Com o elevado totalmente recuperado, o tráfego de caminhões com altura de até quatro metros foi restabelecido na via, assim como a velocidade de 80 km/h, que durante as obras estava em 60 km/h. O investimento, para reforma, foi de R$ 66,5 milhões.


A partir do estudo da Fundação COPPETEC, encomendado pela Prefeitura do Rio, sobre a integridade estrutural do elevado, verificou-se que a solução definitiva era a transferência dos apoios dos dentes para as novas bases em construção. As intervenções para reforçar a estrutura do viaduto e retirar a carga dos dentes de Gerber tiveram início após a contratação emergencial da obra. 

Para esse reforço, foram instaladas 128 novas vigas metálicas em cada tabuleiro, reforçando os pórticos já reformados. Assim, os dentes perderam a função estrutural, já que o peso do viaduto foi transferido para essas vigas. O corpo técnico da Coordenadoria Geral de Projetos (CGP) fiscalizou todo o serviço.

Durante as obras, por recomendação da  COPPETEC, foi vetada a circulação de caminhões de carga no elevado e estabelecida a redução da velocidade máxima permitida na via, que passou de 80 km/h para 60 km/h. Na época, também foram instaladas sinalizações preventivas e barreiras nos dois sentidos, para melhorar a segurança dos usuários da via, bem como dos trabalhadores locais.

De 2009 a 2012, a prefeitura já havia investido R$ 9,3 milhões em obras e ensaios preventivos no elevado, incluindo nesse montante a contratação da COPPETEC/UFRJ para elaborar o relatório.





A obra estrutural

Técnicos trabalharam inicialmente no tabuleiro inferior (sentido Barra da Tijuca/São Conrado) da travessia. As 128 vigas metálicas lançadas, apoiadas em macacos hidráulicos e em estruturas de concreto armado, chamadas consoles, eliminaram a carga dos dentes, garantindo a estabilidade da estrutura. Para reforço da pista inferior, foram projetadas e lançadas 64 vigas, assim como no tabuleiro superior do Elevado do Joá. Essas vigas metálicas possibilitaram a redistribuição da carga, eliminando a incidência do peso da estrutura sobre os dentes. Para tanto, também foi necessário o desenvolvimento de projeto diferenciado, cujo objetivo foi o de preservar o gabarito entre os tabuleiros (mantido em quatro metros), ou seja, conservando a mesma altura permitida durante o período desta intervenção.

A reforma dos guarda-rodas e pergolados (vigas de concreto instaladas nos emboques) dos túneis de São Conrado (260m de extensão) e do Joá (426m) também foi executada. As paredes laterais, as vigas e as lajes destes dois túneis também passaram por obras, assim como as juntas de dilatação.

Para ampliar a segurança dos usuários, a pista inferior de ambos os túneis recebeu ainda barreiras de concreto do tipo "New Jersey". O local também está com placas próprias de revestimento que foram tratadas com tinta antipichação, na cor branca. Nesse caso, o intuito foi potencializar a claridade no interior dos túneis. Além disto, a iluminação local também foi toda revitalizada.

A Secretaria de Conservação e Serviços Públicos realizou recapeamento, fresagem e sinalização horizontal na pista inferior do Elevado do Joá, no sentido Barra da Tijuca a São Conrado. Equipes da Coordenadoria Geral de Conservação (CGC) executaram os trabalhos numa extensão de 2km, atendendo uma área de 16 mil metros quadrados, com utilização de 2.100 toneladas de massa asfáltica.

Prefeitura -rj
Fotos: J.P. Engelbrecht

Nenhum comentário:

...

...

...