Noticias

15 de jun de 2014

BRT Transcarioca e metrô são as melhores opções para chegar ao Maracanã


Torcedores que saírem no Aeroporto do Galeão ou da Zona Oeste podem usar os ônibus expressos. Usuários do metrô têm a opção de descer em três estações no entorno do estádio.
O sistema de transporte público é a melhor opção para o torcedor que for ao Maracanã assistir a estreia da Argentina na Copa do Mundo, diante da Bósnia e Herzegovina neste domingo (16.06), às 19h. A Prefeitura do Rio de Janeiro interditará ao trânsito de veículos cinco vias importantes de acesso ao palco da partida a partir das 13h. Às 15h, outras sete – incluindo os viadutos Oduvaldo Cozzi e de São Cristóvão – ficarão fechadas. Não é possível estacionar nestas vias desde as 17h de sábado. 
A área bloqueada tem um raio de 800 metros a partir do estádio. Neste perímetro, apenas portadores de ingresso, profissionais e moradores credenciados poderão transitar a pé até duas horas após o jogo. Por isso, a prefeitura sugere aos torcedores utilizarem o metrô. Quem sair da Zona Norte e Zona Sul, pode pegar as linhas 1 e 2 em direção ao Maracanã. A transferência entre as duas linhas pode ser feita em todas as estações no trecho compartilhado entre Central e Botafogo.
Para facilitar o deslocamento até o estádio, os torcedores deverão priorizar a estação de acordo com o portão de entrada – há letreiros com informações dentro do próprio sistema do metrô. Todas as estações ficam em um raio de 10 minutos de caminhada do estádio e o trajeto será sinalizado com placas instaladas pela Prefeitura.
Quem tem ingressos para os portões A (bilhetes com a cor azul), B e C (amarelo) deve desembarcar na Estação Maracanã – onde há uma integração com os trens metropolitanos. A Estação São Cristóvão é prioritária para quem terá de entrar pelos portões E e F (verde). O público que acessará o estádio pelo portão D (vermelho) deve utilizar a Estação São Francisco Xavier.
O MetrôRio frisa que é importante o torcedor utilizar a mesma estação de desembarque para o retorno, para dar maior fluidez do sistema. O ingresso para as partidas garante entrada gratuita no sistema – quatro horas antes do início e duas horas depois do fim da partida.

BRT Transcarioca

Pela primeira vez numa partida de futebol, torcedores que saírem do Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão) ou da Zona Oeste poderão utilizar o BRT Transcarioca para se deslocar até o Maracanã. Haverá ônibus expressos saindo do terminal Alvorada, na Barra da Tijuca, do Fundão e do aeroporto. Os passageiros devem desembarcar na estação Vicente de Carvalho e fazer a integração com a linha 2 do metrô no mesmo local.
O torcedor que chegar ao Aeroporto Santos Dumont no dia da partida pode também pegar um ônibus gratuito até a estação Cinelândia, no centro, e tomar o metrô.

Ônibus e vans fretados

A prefeitura promete rigor para manter ônibus e vans fretados a um raio de quatro quilômetros do Maracanã. Serão montados 28 pontos de bloqueio a esses veículos a partir das 9h de domingo até três horas após o final da partida.
“Nossa recomendação aos motoristas de veículos fretados é que estacionem no Fundão. De lá, os torcedores podem embarcar num ônibus especial de conexão até a estação do metrô de Del Castilho”, afirma Joaquim Dinis, diretor de Operações da Companhia de Engenharia de Tráfico do Rio de Janeiro (CET-Rio).
Além do Fundão, foram criados serviços especiais ou reforçadas linhas partindo do Aeroporto Santos Dumont, da Rodoviária Novo Rio e da Barra em direção às estações de BRT ou do metrô. O itinerário das 53 linhas de ônibus que atendem ao Maracanã também sofreu alterações.
A prefeitura estima que 58% dos torcedores chegarão ao Maracanã de metrô. Outros 18% usarão BRT e metrô - 76% do público passará pelo sistema de trilhos subterrâneos. Mais 8% devem ir ao estádio de trem; 9%, de ônibus; 6%, de táxi; e menos de 2% a pé.

Vias interditadas

A partir das 13h: Ruas Professor Eurico Rabelo, Visconde de Itamarati, Isidro de Figueiredo, Arthur Menezes e Conselheiro Olegário.
A partir das 15h: Avenidas Radial Leste (sentido centro), Maracanã, Professor Manuel de Abreu,  viadutos Oduvaldo Cozzi e de São Cristóvão, ruas Mata Machado e Radialista Waldir Amaral.

Giuliander Carpes, do Portal da Copa no Rio de Janeiro

Nenhum comentário:

...

...

...