Noticias

3 de jul de 2014

Estação Intermodal Maracanã





O Governo do Estado inaugurou nesta quarta-feira (2/7/14) a Estação Intermodal Maracanã, que une os sistemas de trens e metrô do Rio de Janeiro.
Em operação especial desde 15 de junho, atendendo à demanda de passageiros em dias de jogos da Copa do Mundo no Maracanã, o local ocupa uma área de 9 mil metros quadrados, com 100% de acessibilidade. Estiveram presentes na cerimônia de inauguração o governador Luiz Fernando Pezão, a secretária de Transportes, Tatiana Carius, e os presidentes da SuperVia, Carlos José Cunha, e do Metrô Rio, Flavio Almada.

– Nos últimos anos, os sistemas ferroviário e metroviário têm recebido investimentos. Vamos encerrar o ano de 2014 com cerca de 150 trens equipados com ar-condicionado e até o fim de 2015, toda a frota será refrigerada – disse o governador.

A estação Maracanã conta com cinco plataformas de embarque e desembarque, sete escadas rolantes, sete elevadores e banheiros públicos. Além de acesso ao estádio, por meio da passarela totalmente recuperada pelo Estado, a estação tem ligação direta com a Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro). Do outro lado da estação, foi construído um acesso à comunidade da Mangueira.

– Esta é a primeira estação intermodal que vai ao encontro do sistema de integração nacional de bilhetes, que é o Bilhete Único – explicou a secretária de Transportes.





Agora, além dos trens do ramal Deodoro, a estação passa a receber composições dos ramais Santa Cruz, Japeri, Belford Roxo e Saracuruna, permitindo o deslocamento de moradores da Baixada Fluminense, da Zona Oeste do Rio e também das zonas Norte e Sul, atendidas pelo metrô. O tempo de percurso entre as estações Central do Brasil e Maracanã é estimado em oito minutos em trens paradores e sete minutos nos semidiretos, configurando o transporte sobre trilhos como o melhor meio para se chegar aos eventos realizados no estádio.

– Em breve, vamos estar com a estação de São Cristóvão no mesmo padrão da estação Maracanã, com ligação direta com o metrô e facilitando a vida da população como um todo – disse o presidente da SuperVia, Carlos José Cunha.






Detalhes da reforma
- Na construção da estação Maracanã, foi utilizada laje steel deck, que elimina a necessidade de escoramento, agilizando a obra e permitindo que a mesma pudesse ser realizada sem a necessidade de interromper a operação dos trens;

- Alvenaria foi substituída por steel frame, que produz menos resíduo que a construção convencional, é mais leve e gera maior agilidade à obra;

- Outra medida para agilizar a construção, foi a utilização de estrutura pré-moldada nas plataformas;

- Utilização de estruturas metálicas, gerando maior velocidade na execução.


Governo - RJ
Fotos: Rogério Santana/Fernanda Almeida

Nenhum comentário:

...

...

...