Noticias

30 de mar de 2017

Comlurb mantém limpeza da Lagoa



À limpeza da lagoa a frente dessa missão está a Comlurb. Além dos garis que atuam em seu entorno, a companhia realiza a limpeza do espelho d’água. Realizado de segunda-feira a sábado, entre 7h e 15h20, o trabalho envolve uma equipe de 18 profissionais, distribuídos nas margens e embarcados. Segundo a companhia, são recolhidas de 1,5 a duas toneladas de lixo por dia e cerca de 60 toneladas por mês. Desse total, predominam as algas flutuantes/soltas, galhos e folhas, seguidos por papel, sacos plásticos, copos, garrafas e madeira.


Para a realização da limpeza, os profissionais contam com quatro embarcações - dois catamarãs e dois ceifadores (um deles locado) -, que transportam três ou quatro pessoas cada. Os responsáveis por operar os barcos são habilitados pela Capitania dos Portos. Além das embarcações, o trabalho inclui o apoio de um profissional que vistoria as margens da Lagoa Rodrigo de Freitas a bordo de carrinho elétrico. Havendo resíduos, as equipes dos barcos são acionadas e realizam a remoção.


Para Gilberto Gaspar, de 51 anos, 25 deles dedicados à companhia, o trabalho de limpeza na Lagoa lhe deu condições de identificar, por exemplo, o sentido do vento e fazer previsões referentes à maré. Morador de Campo Grande, na Zona Oeste da cidade, ele levanta às 3h, todos os dias, pra estar na Lagoa às 7h e começar a trabalhar. Para ele, que conduz os catamarãs, o sacrifício é recompensado:


O trabalho da Comlurb nas águas da Lagoa Rodrigo de Freitas existe há cerca de 20 anos. Segundo a companhia, após ser recolhido, o lixo é encaminhado para uma estação de transferência, sendo posteriormente levado para o Centro de Tratamento de Resíduos de Seropédica.

Para o conserto e manutenção dos barcos, a Comlurb dispõe de oficina própria, localizada na Barra da Tijuca. Além disso, a cada dois anos, as embarcações passam por reforma.

Prefeitura-RJ

Nenhum comentário:

...

...

...